Resorts De Nudismo (Clothing-Optional Resorts)

Créditos: Caliente Caribe

Praias de nudismo ou naturalismo já são bem populares e a cada dia ganham mais adeptos. Só que agora uma nova modalidade vem nascendo, principalmente no Caribe… são os resorts de nudismo, conhecidos como clothing-optional resorts.

Aqui listamos os 5 melhores resorts desta nova modalidade:

 

Couples Tower Isle – Ochos Rios, Jamaica

Créditos: Couples

Este lindíssimo resort boutique está localizado em um dos lugares mais paradisíacos da Jamaica, mas ele não é totalmente “clothing-optional”… em grande parte das instalações não é permitido o nudismo. O nudismo somente pode ser praticado na Tower Isle, uma pequena ilhota do hotel, onde ficar pelado é obrigatório.

 

Desire Pearl Riviera Maya – Cancun, Mexico

Créditos: Desire Resorts

Aqui por razões óbvias crianças não são permitidas e só podem entrar casais. Eles promovem eventos um tanto quanto “lascivos”, como a “Lust Night” (Noite do Desejo), dão aula de pole dance, etc.

 

The Natural – Curacao

Créditos: The Natural

Este é o único encontrado nas ABC Islands (Aruba, Bonaire e Curacao). Lá são todos bem vindos – casais, solteiros, idosos, gays (gay friendly), naturistas e até curiosos que tem vergonha tirar as roupas (mas não de ficar olhando). O resort fica no topo de uma colina e vc terá uma vista privilegiada do oceano e de toda área verde ao redor.

 

Hidden Beach Resort – Riviera Maya, Mexico

Créditos: Hidden Beach Resort

O resort leva esse nome porque fica num lugar bem escondido, no meio de um mangue e com uma belíssima praia em frente. Também possui muros altos que é p/ proteger a privacidade dos hóspedes, já que é estritamente proibido o uso de roupas em todos os locais do resort (com exceção do restaurante, óbvio). Outra coisa que não é permitida (como em todos estes resorts listados)… são manifestações de “carinho” nos locais públicos.

 

Caliente Caribe – Puerto Plata, República Dominicana

Créditos: Caliente Caribe

Também é o único que você irá encontrar na República Dominicana. É totalmente clothing-optional (isto é… em todas as áreas) e possui uma praia particular. O diferencial deste em relação aos outros listados, é que de dezembro a abril, baleias jubarte do Atlântico Norte se dirigem até perto da praia e você poderá observá-las também… além da galera toda pelada, que você já estará de olho em toda a estadia.

Anúncios

Punta Cana – República Dominicana

 

Achamos que iria demorar para conhecer Punta Cana. Um lugar com poucas atividades, além de ficar relaxando de frente para o mar ou dentro de um resort “enchendo a pança” sem fazer nada. Na verdade, lugares de aventura, história, passeios, etc… é mais a nossa cara. E por falta de opção neste carnaval, acabamos indo parar lá e por essa razão procuramos ocupar o máximo do nosso tempo com os poucos passeios disponíveis. Também aproveitei fiz um curso de mergulho (antes, aqui no Brasil) para poder conhecer melhor o mar do Caribe.

DICAS BÁSICAS DE PUNTA CANA

  • Resorts – P/ quem gosta de resort, Punta é um lugar com inúmeras opções. A maioria fica localizada na praia de Bavaro. Ficamos hospedados no Ocean Blue and Sand e foi bem razoável… era enorme, com milhares de turistas… portanto não esperamos e não tivemos tratamento especial de ninguém. Inclusive o pessoal da recepção era bastante mal educado, por outro lado, o staff de entretenimento era maravilhoso, uma turma super animada propondo diversão 24h por dia. Possuía também vários restaurantes diferentes (italiano, hamburgueria, francês, de frutos do mar, etc) todos ruins, com exceção do “La Tortuga” que servia buffet, esse era gostoso. No resort tinha de tudo… piscinas, massagem (paga), cassino, etc, diversão para todos os gostos. Mas existem outros resorts, claro… os melhores e mais caros são o Iberostar Grand Bavaro e o Paradisus… alguns possuem até campos de golfe, parque aquático, etc.
  • Vendedores – Como todo destino turístico de país “mais pobre”…  acaba sendo bastante incômodo a quantidade de pessoas tentando te vender de tudo: são fotógrafos querendo fazer seu book, vendedores de passeios, vendedores de pulseiras, vendedores de charutos cubanos, vendedores de camisetas, vendedores de programas de fidelidade da rede do seu resort, massagistas, etc. E o mais curioso disso tudo é que eles estão “literalmente” em todos os lugares, inclusive dentro do seu resort… vc toma banho e sai do quarto para ir jantar e… tá lá… um cara praticamente na sua porta tentando te vender pulseirinhas, entre outros badulaques…
  • Isla Saona – É o principal passeio do lugar… todas as agências oferecem. É um pouco cansativo, pois são 12 horas no total e a maior parte delas durante trajeto. Na verdade vc acaba ficando apenas umas 3 horas na ilha, que é realmente lindíssima… a paisagem, o mar, os coqueiros… existe só um pequeno inconveniente – é muita gente, muito turista, muito vendedor e é uma disputa para conseguir uma espreguiçadeira à sombra de um coqueiro. O almoço já está incluído… porém não é grande coisa. E no trajeto vc vai parar (ou na ida ou na volta) numa piscina natural chamada La Palmilla, que veremos a seguir.
  • La Palmilla – Como havíamos dito antes essa piscina natural já está incluída no passeio para Isla Saona… apesar de ser um local bastante bonito, cheio de estrelas-do-mar… nada mais é que uma armadilha p/ pegar turista, para que o “fotógrafo” (que com certeza vai acompanhar vc por todo o passeio) tente vender as fotos que ele te “forçará” a tirar com as estrelas-do-mar. A propósito, prepare-se… todos os passeios terão um fotógrafo para vender fotos p/ vc.
  • Bavaro Beach – É a praia principal de Punta Cana, com a maior localização de resorts. É bem bonita, mas do outro lado da costa a cor do mar é mais bela.
  • Dolphin Island – Apesar de sermos totalmente contra qualquer tipo de exploração animal, na qualidade de blogueiros viajantes, fomos conferir essa atração. E até que foi bem legal… é aquela coisa que acontece em todas as ilhas caribenhas… golfinhos dando piruetas, permitindo vc passar a mão neles, beijar e lógico… comprar as fotos no final (nesse, exclusivamente, é vetada a permissão de vc tirar suas próprias fotos, por razões financeiras “óbvias”) – acabamos comprando, lógico! Vc também poderá nadar com tubarões lixa e raias e por uma taxa extra – leões-marinhos.
  • Macao Beach – É considerada uma das mais bonitas do Caribe. Macao também é o ponto de surf local e é muito limpa e bem cuidada. Sem muitos turistas e com poucos vendedores. Se vc fizer o passeio do buggy, provavelmente irá parar lá por uns 20 min. O ideal é arrumar algum guia que te leve até lá para passar o dia.
  • Buggys Excursion / Rally – Bem divertido! Estão mais para aqueles carros do filme Mad Max do que para os buggys que conhecemos aqui no Brasil. Fizemos o passeio com uma empresa chamada Wild Tiger, mas existem outras até melhores. O roteiro foi o seguinte: uma parada de 20 min na Macao Beach, depois conhecemos um lugarejo onde eles plantam, produzem e vendem café, chocolate, charutos e até marijuana (não sabemos se a erva é liberada na República Dominicana, mas que eles vendiam nesse local… vendiam) e depois, o mais divertido de todos, uma parada para mergulhar num cenote de água bem azul, uma delícia. Alguns irão dizer que essa caverna é o famoso Hoyo Azul, mas não é… o verdadeiro fica perto de Santo Domingo (capital do país).
  • Hoyo Azul – É o cenote mais famoso do lugar. Mas fica perto de Santo Domingo… que é uma distância razoável de Punta e é um dos passeios mais caros. O lugar é lindo, porém de difícil acesso, tem que andar por uma gruta, saber nadar também é essencial e a água é geladíssima, porém renovadora. Se tiver tempo… não perca.

O “A MAIS” DE PUNTA CANA

  • Mergulho – Para qualquer pessoa que aprecie mergulhar, o Caribe tem uma das melhores águas do mundo em termos de visibilidade e vida marinha. Faça como eu e tire o certificado internacional de mergulho (PADI) e desfrute de bons momentos submersos. Mergulhei em 2 pontos bem bacanas – um naufrágio e no Coral Garden. Depois acabei descobrindo que o melhor ponto de mergulho de Punta é na Isla Catalina… mas infelizmente, já era tarde demais, já tínhamos preenchido o resto dos dias com outros passeios. Dica: não esqueçam de levar Seasick Tablets (Stugeron)… pois o barco enjoa bastante… até os dive masters passaram mal.
  • Isla Catalina – Essa ilha é uma ótima alternativa para quem não está disposto a passar todos os perrengues da Isla Saona. Além de ser tão bonita quanto, tem bem menos gente (turistas e vendedores), é um ótimo lugar para snorkeling e como dito anteriormente, é o melhor ponto de mergulho de Punta Cana. Aproveitem.